domingo, 16 de janeiro de 2011

Locomotivas

Olá, hoje lembrei-me de colocar aqui fotos da minha actual colecção de locomotivas com alguns comentários.

È uma pequena colecção que por agora é composta por apenas 10 locomotivas, todas digitais Selectrix / DCC.


BR-03

A minha primeira locomotiva em escala N. Vinha num set de iniciação da Minitrix e já vinha digitalizada de fábrica.
É sabido que as locomotivas que vêm nos conjuntos de iniciação não são tão refinadas como as restantes que são produzidas e isto nota-se em especial nas locos de vapor. No Entanto esta locomotiva até vêm com alguns detalhes interessantes. Um senão apenas.  Teima por vezes em parar de vez em quando nos desvios nada que uma limpeza aos rodados não resolva. Numa escala de 0 a 20 dou-lhe um 12.






BR-18

Modelo da Minitrix. Este foi um bom negócio e foi adquirida a um coleccionador particular em Portugal por um preço bastante aceitável. Esta locomotiva estava em estado rigorosamente novo pois o antigo proprietário tinha a exposta numa vitrine. Foi só comprar um decoder e instalar no tender pois já tinha  ficha nem.
De construção sólida e pesada esta locomotiva é em metal . Modelo de grande qualidade com detalhes de 1ª. rola suavemente e ao contrário da BR-03 nunca parou nos testes que já efectuei mesmo em pontos da maquete onde outras param quando os carris estão sujos o que demonstra bem a qualidade desta locomotiva…. Na minha escala dou-lhe um 17.



BR-44

Outro Excelente modelo da Minitrix, corpo em metal e decoder no tender. Alguns detalhes interessantes como a porta do carvão e a porta da caldeira na frente da locomotiva que abrem e fecham. Rola suavemente e sem problemas. Dou-lhe um 16.










BR-58



Mais outro bom modelo da Minitrix. Já digitalizada por mim rola com bastante suavidade e raramente para nas vias mais sujas. Corpo em metal e com detalhes muito bons. Este é o modelo mais pequeno que tenho das locomotivas a vapor e ainda assim o seu comportamento é excelente. Merece um 16.








V200

Esta Locomotiva vinha também com a BR-03 no conjuto de iniciação que comprei no inicio.
Se na BR-03 nota-se que é uma peça de conjunto de iniciação, a V200 por contrário nem parece. Pesada e com muita força, esta é a locomotiva ideal para puxar comboios com muitos vagões a galgar subidas. Com bons detalhes, rola suavemente e é muito sólida. Não sei se é deste modelo especifico mas uma particularidade que têm é a de ser a menos silenciosa a andar mas isso até acaba por condizer com o seu aspecto algo pesado e rebusto. Nota 15.





BR-212 – V100
A incontornável V100. Não deve haver layout que não tenha uma destas. No meu caso são 2 e andam sempre juntas. Modelos da Minitrix, estas pequenas locomotivas a diesel têm bons detalhes e construção sólida. São ambas digitais e exactamente iguais. Deu-me um trabalho enorme em acertar a velocidade de ambas pois apesar de serem o mesmo modelo com o mesmo decoder, uma delas andava ligeiramente mais depressa o que acabava por empurrar a da frente. Após várias tentavivas de acerto com a Mobile-Station lá consegui acertar com os passos do decoder e agora andam em sicronização perfeita. Nota 14



E10

Apesar de esta maquete não ter catenária instalada não resisti a adquirir algumas locomotivas eléctricas de que gosto muito.
Esta é um modelo da Minitrix com chassi em metal e corpo em plástico. Com bons detalhes esta locomotiva faz conjunto com mais 5 carruagens de passageiros que tenho e que constituem o famoso expresso Rheingold. Este expresso circulava na Alemanha nos anos 60 e 70 puxados pela E10 com velocidades médias de 120-140 km/hora e com im nível de conforto elevado para a época.
Este conjunto é dos mais bonitos que conheço. É uma bela locomotiva. Nota 15.


RE 4/4 II

Locomotiva da SBB. caminhos de ferro Suiços. Apesar de o corpo ser em plástico é bastante compacta e com bons detalhes rolando com muita suavidade. É um modelo de média qualidade da Minitrix mas porta-se muito bem. Nota 15.









E19

Se há modelo que eu ambicionava ter na maquete este é um deles. Confesso que sempre adorei esta locomotiva pois no passado tive esta versão em HO num outro layout que estava a construir e nessa altura já tinha ficado impressionado com o detalhe que a Fleischmann tinha colocado nesse modelo sendo mesmo considerada em 2004 a melhor loco apresentada na feira de Nuremberg em HO. Decidi arriscar em escala N e em boa hora o fiz….
Este Modelo é da Fleischmann com decoder DCC também da Fleischmann. Locomotiva com detalhes fantásticos, rola com uma impressionante suavidade e è incrivelmente silenciosa e muito forte a puxar.
Muito bem construida e sólida, o melhor modelo da minha actual colecção sem duvida pelo menos até ao momento.
Esta locomotiva foi a 1ª do mundo em testes a passar a barreira dos 200 km/h e fazia parte dos planos de hitler para a 1ª rede de alta velocidade na Alemanha em 1939. Tal projecto nunca chegou a acontecer e estes prótotipos foram postos de parte. No fim da guerra a DB com falta de material recuperou algumas destas locomotivas que funcionaram até meados dos anos 70. Hoje ainda as podemos ver em museus e exibições na Alemanha. Nota 18.


Locomotivas que irão aumentar o parque em 2011. (Espero eu...)













Fleischmann digital dcc - Ae 6/6














Minitrix Digital DCC/SELECTRIX V-160















Minitrix unidade tripla rail-bus. DCC/SELECTRIX Com sons e iluminação interior.

Um abraço e até breve.


Mário

domingo, 9 de janeiro de 2011

Janeiro 2011


Há já muito tempo que não actualizava o blogue. A quadra festiva e a família impuseram a falta de tempo para os comboios mas os trabalhos já recomeçaram.

Entre a correria do Natal e o fim de ano, foi sobrando uns tempinhos que aproveitei para acrescentar mais alguns pequenos detalhes.

Foram colocados alguns carros, bonecos e acrescentei dois pequenos depósitos de carvão feitos de uma forma muito simples em madeira de balsa pintada com tinta da Noch em castanho escuro. O efeito ficou o que eu queria. Madeira tosca e envelhecida.

Este fim de semana houve finalmente um grande avanço por isso só hoje actualizo o blogue.

A estação da montanha, e a quinta junto a esta estação tiveram alguns avanços e que se aproximam do resultado final que se pretende.

Outra tarefa realizada foram as bocas dos túneis (13) que finalmente levaram relva por cima da massa que tinha colocado para fixar os portais da Vollmer.

Para esta tarefa utilizei o Grass-Master da Noch e de facto esta ferramenta ajuda e muito.
Mesmo em escala N a trabalhar com fibras pequenas o efeito fica muito realista.

Agora esta zona vai ter de ficar em stand-by pois aguardo uma grande encomenda de árvores que irão dar mais vida à maquete e que será na sua grande maioria constituida por pinheiros nórdicos e abetos.

Também a estrada já levou marcações do lado da cidade. Do outro lado da passagem de nível tudo está por fazer. Falta-me uma tinta da Noch encomendada à mais de 2 meses e que me impede de fazer qualquer coisa que queira nesta zona.

Esta zona da maquete ( que se encontra mais afastada da cidade) é a que encontra mais atrasada mas isto de esperar semanas após semanas por material encomendado chega a ser desesperante.
Comecei também a fazer alguns estudos sobre o rio que atravessa Baden . Ainda não me decidi se pretendo um rio com rápidos ou se pelo contrário será um rio com águas calmas e quem sabe até com uma pequena praia fluvial.

Aqui ficam algumas fotos dos avanços realizados.

Desculpem a qualidade fraca das fotos pois a minha a actual máquina também não ajuda muito.

Um abraço a todos.
Mário